Últimas Publicações

Anúncios


Startup traz condomínio solar com GD para SP

NewSun foi criada para democratizar acesso à energia solar e teve apoio do InvesteSP

A startup NewSun Energy Brasil está implementando, em Franca, uma usina de geração fotovoltaica que poderá ser utilizada para a produção de energia limpa e renovável para qualquer tipo de consumidor. É a primeira vez que um negócio desse tipo está sendo instalado no Brasil.

O projeto, que recebe apoio da Investe São Paulo, a agência de Promoção de Investimentos e Competitividade do Governo do estado, consiste na criação de um condomínio solar onde o cliente poderá comprar um ou mais lotes de energia, que são na verdade frações do total produzido pela usina.

A eletricidade gerada por esses lotes entra na rede já existente da concessionaria de energia da região e transforma-se em créditos que poderão ser utilizados para se abater da conta de luz ao longo de 30 anos.

Segundo o CEO da empresa, Fernando Berteli, a principal vantagem para quem entra nesse modelo de consumo energético é a previsibilidade. Segundo ele, a tarifa da conta de luz tende a aumentar a cada ano mais que a inflação. Mas quem participa de nosso condomínio solar, praticamente congela o valor da conta para os próximos 30 anos.

A NewSun é uma startup criada em 2017 pela joint-venture entre duas empresas experientes na geração de energia fotovoltaica que tinham o sonho de democratizar o acesso a esse tipo de potência de forma segura e rentável. Foi daí que veio a ideia da construção de um condomínio solar.

Na NewSun, cada cliente pode adquirir quantos lotes quiser, de acordo com sua necessidade, financiando o valor ao longo do período de concessão.

O cliente fica livre para vender o lote caso tenha que se mudar do Brasil ou por outro motivo. Berteli ressalta também a segurança do investimento, já que a NewSun será a proprietária da usina e responsável por toda sua manutenção, oferecendo inclusive um seguro completo ao longo de toda a vida útil do lote comprado.

Além disso, os créditos gerados no condomínio podem ser utilizados para abater as contas de luz de qualquer conta vinculada ao proprietário, seja ela de pessoa física ou jurídica.

Um dos fatores que possibilitou a criação do projeto pela NewSun foi uma resolução publicada pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente em agosto desse ano, facilitando o licenciamento ambiental de projetos de geração de energia menor que 5 MW.

Com a nova regra, o projeto da NewSun entra no Estudo Ambiental Simplificado, que só exige autorização para supressão de vegetação nativa ou para a instalação em áreas de proteção de manancial quando necessária.